Resignação nua e violenta

Resignação nua e violenta: Março 2006

sexta-feira, março 31, 2006

Então e laranja? ... É um pessego!!!

São duas da manhã
Estamos de frente da tua casa
Lentamente toca o ritmo da chuva
De olhos fechados deixas-te cair bela e suspensa
No compasso dos sonhos, na dúvida de respirar
(Flutuando sobre o chão com um gesto fechas os olhos)
Sinto que a noite é tua e que só a ti ela pertence
Como um jardim de água escrito dentro do sangue
Descreves-me os reflexos da chuva num tempo sem horas
É como que te desvanecesses
E te abraçasses mutuamente no chão