Resignação nua e violenta

Resignação nua e violenta: Reticências ...

terça-feira, janeiro 17, 2012

Reticências ...

O frio cerca-me como um exército caprichoso
Sinal que os 12 graus de álcool que provi já não cumprem o seu papel.
Encorajo a vida através de actos de fé
Obrigo-me a levantar, sacudindo a poeira da noite agradável
Corro a água pelo corpo
Sou suspeito, sujeito a ela
Visto a grossa lã  - e o cheiro que a compõe
Olho lá para fora - e penso
O sol já aquece as quinas dos ramos congelados pela noite
E fervilha por tarefas ainda secas da minha memória
Necessidades de moldar a vida em algo radiante
Como um fogo entre os homens que procura outro queimar
Sigo uma fé que me transcende, alimenta e dá força
São os três pontinhos que me fazem acordar
Estilhaços do desejo, fragmentos de um Devir.